domingo

Olá.

O meu nome é Carlos.

E eu, sinceramente, não percebo nada disto.

Adeus.
será que faz sentido publicar isto imediatamente a seguir?

é que esta nada tem a ver com a anterior. 

JURO!

não, não juro nada. quem mais jura mais mente.

you're crazy.

you. are. crazy.

you, are crazy.

YOU WISH!

- I'm just plain stupid.
olá.

isto não é sobre a selva nem sobre o facto de não conseguires ficar sóbrio. és um animal, ponto final. já nem te dás ao trabalho de escrever como deve de ser. deves achar que és muito à frente.

e de repente, ela vira-me as costas e vai-se embora. mas antes, como não podia deixar de ser deixa no ar algumas palavras que me fazem noiar. 

epá e ficas ali aquilo que te parece ser a noite toda a noiar sobre aquelas palavras que provavelmente foram insignificantes mas tu viste nelas um significado escondido. e não descansas enquanto não consegues encontrar uma razão para as tuas dúvidas.

não vagueias. 

não paraste para pensar. 

seguiste em frente mas continuaste sem mudar de rumo, limitaste-te a seguir em frente, ao sabor do mesmo vento que agora te sabe de uma maneira diferente. estás maluco puto, só tu não vês. não estás maluco puto, estás só mais parvo. não produzes. limitaste-te a ficar sentado a pensar nestas últimas semanas. mudo tudo tão de repente, puseste-te numa posição tão fora do comum que te achas fora de sítio. tens medo.

                              olá.

não é na incerteza que vais encontrar tranquilidade, mas tão pouco será na tranquilidade que vais encontrar as respostas por isso pensas se valerá mesmo a pensar estar tranquilo se ainda não obtiveste todas as respostas. mas e se as perguntas estiverem erradas?

ah. ahahahaha. AHAHAHAHAHAHAHAHA.

merda.

estou mesmo parvo. não sei o que fazer, não sei o que fazer. quanto mais penso mais me perco.