quarta-feira

meio morto com esta apatia que me consome, so many monkeys in my head, já chega de pena.

que necessidade é esta?

às vezes parece que basta um sorriso para acabar com o drama, é esta dor no meio da cabeça que quando lá toco me satisfaz o stress, a sério, já chega de pena.

segunda-feira

Não sei como descrever o que sinto, tantas vezes te o disse e por mais vezes que pense no que tenho agora acabo por não conseguir acreditar que realmente encontrei o que nunca esperei ter. Tenho forças mais do que suficientes para aguentar o que quer que seja, não posso admitir que seja vergado por dúvidas eloquentes e sem qualquer tipo de razão aparente, é de ti que gosto, és tu quem eu procuro perceber e conseguir afirmar-me como alguém que tu saibas que podes contar, e por isso talvez o que mais me fascina em ti é o desprezo que me dás quando procuras mostrar que me amas.
Doente numa noite sem censura, de roupão embebido de travessuras que não me dizem nada mas que ao fim da noite se tornam amigas, és a minha querida e a minha paixão, a minha doce loucura e a minha razão, oh se soubesses o que eu sofro quando nada sei de ti, se te apercebesses da ânsia que me provocas quando na falta de comunicação te esqueces de perguntar quem sou, nada mais se torna correcto, ou certo, ou errado, nada é nada a partir do momento em que não sei onde estás, nada é nada a partir do momento em que não sei como estás, por favor procura entender que toda esta enxovalhada de lamechice aparece sem que eu me dê conta, acredita que não procuro lutar contra ela, sinto-me tão bem com ela. Já tentei negar-me perante a razão de que o que sinto por ti é mais do que esperava, embora tenha dúvidas de que tudo isto seja real acabo por adormecer nos teus braços, e num sonho surreal apercebo-me, quando acordo que com um único beijo que tudo o que existe entre nós é real.
Não que em algum momento tenha dúvidas ou sofra de questões alheias à minha vontade impostas por personalidades invejosas ou simplesmente com muito tempo para matar, não, o que eu quero que percebas no fundo, minha querida paixão, talvez seja que apenas esse sorriso me traz de volta à vida.