quinta-feira

Arf.

Ontem durante todo o tempo em que estive ao telefone com o meu melhor amigo disse-lhe que tinha desligado o telemóvel porque tinha medo de receber uma mensagem e não saber lidar com isso, disse-lhe que não estava preparado, só queria voltar a lidar com tudo isto amanhã de manhã. Agora dizem-me que devo seguir em frente mas não quero, primeiro quero aprender porque sei que magoei alguém, depois talvez quando vir que aprendi a lição pense em seguir em frente, mas agora sinceramente não consigo mesmo.
Afasto-me de conversas, afasto-me de pessoas, não consigo encarar ninguém, não consigo falar com ninguém, é tudo tão estranho, eu disse que estava preparado.. na altura não sabia que ia ser assim senão tinha estado calado. Quando te vir.. vai ser o pior. Não sei mesmo o que fazer, vou-me tentar fazer de forte, armar-me em sei lá adulto? Foda-se.. não sei mesmo, isto era a última coisa que queria, talvez por isso agora não saiba o que fazer nem como agir.
Não quero dar o braço a torcer, provavelmente achas que devo, o mais certo é não quereres saber porque já não te importa (ou não.. não sei.. foda-se..), estava de cabeça quente, chateado, aborrecido, triste, estava equivocado. No fundo tudo o que escrevi não faz parte do que penso, esta é a frase que quero que percebas: No fundo, nada do que escrevi, faz parte do que penso.

Sem comentários: