segunda-feira

Lixívia sem sentido

"Todos temos uma ferida aberta e tentamos cobri-la ao máximo para que ninguém lhe toque. Entramos em pânico quando pensamos que alguém por um segundo a vislumbrou e entramos num estado de calma diferente de qualquer outro quando apercebemos-nos de que foi apenas um breve susto."

É triste viver numa sociedade onde os mais necessitados só são lembrados durante breves segundos nos intervalos das novelas. Podia jurar que algumas pessoas eram diferentes, que algumas por mero acaso sonhavam em criar um mundo perfeito cheio de utopias perfeitas com uma paleta de cores entre os amarelos e liláses mas enganei-me pois parece que toda a gente deixou de sonhar. O que é feito desses? Desses que sonhavam e que lutavam pelos seus sonhos apenas com vontade de conquistar as pessoas, as mentes, a pensarem, nada mais do que isso, lembro-me de quando os sonhadores apenas queriam que as pessoas pensassem.
Agir é fácil, basta querer, mas pensar já requer mais trabalho portanto agir enquanto se pensa tornou-se bastante difícil, complicado, tornou-se algo que requer demasiado tempo e forças e hoje em dia ninguém parece querer despender um pouco do seu precioso tempo ou forças para pensar em mudar o que quer que seja, começo a pensar que já ninguém pensa que pensar pode mudar algo e isso assusta-me.
Onde andam as mentes que gostam de conversar, de trocar ideias por mais parvas ou ridículas que sejam mas sair da monotonia do que é normal, do que nos é dado para comer pela caixinha mágica, pela internet e pela rádio? Já não se cansaram de se alimentarem de fast-food mental preparada para não terem que se esforçar ao ponto de apenas terem que concordar ou discordar? Foda-se acordem desse estado pseudo-zombático, vocês que têm da mania que são superiores porque ouviram dizer na televisão algo que agora passam o dia a pregar como se fosse uma ideia vossa, começo a ter medo quando alguém abre a boca, a sério, tanta merda a sair disparada ao mesmo tempo. Não vos apetece saltar, gritar, sei lá serem parvos? Nunca vos passou pela cabeça esta linha: "Hoje vou ser eu." - Nunca? Sempre que olho para um de vocês nota-se tão bem que estão a fingir, que estão a fazer passar uma imagem completamente diferente e acho nojento, pura e simplesmente nojento.
Vocês deixaram de ser humanos para passarem a ser o alvo, nada mais do que isso, vocês agora são apenas o alvo de empresas sedentas de dinheiro que sabem que vocês vão comer tudo o que estiver o prato. Pessoas, odeio pessoas.
Não não não e foda-se não! Hoje não estou a conseguir, não era nada disto que eu queria. Outra vez: Vocês não são nada, sabem porquê? Porque vocês tornaram-se em nada, são estranhos nem sei é tudo tão complexo que é complicado escrever sobre isto sobre vocês, tornaram-se um subject, torna-se tudo ainda mais ridículo quando vos tentam avaliar, descrever, sempre que alguém o tenta fazer chega-se sempre a conclusões diferentes a resultados diferentes talvez porque ninguém tem coragem de assumir o que são: nada. Portanto o que será? Presumo que nada, mas não sei, eu sei o que quero mas não estou a conseguir chegar lá e isso irrita-me.

Argh, argh, argh.

Roiu as unhas em desespero de causa, quero tanto descrever o que sinto mas não consigo, começo a pensar que estou a ficar maluco com esta obsessão mas depressa apercebo-me que secalhar sou apenas e justamente a pessoa mais saudável do mundo, ou isso ou os comprimidos para a depressão estão fora de data não sei. Se quiseres, tudo, toma. É teu, dou-te, mas vai-te não sei, se quiseres dou-te o prazer de me roubares, viro a cara e não vejo ou então fecho os olhos e não vejo, faz como quiseres mas por favor não me atrapalhes, não me confundas não me toques. Viste? É assim que estou, é assim que mudo, troco as voltas às minhas próprias palavras para tentar disfarçar a minha dor, o meu sofrimento e a minha raiva, ó se tu soubesses o quanto te amo. Mas não sabes. Já não me afecta, já se foi acho eu, só que o medo de que volte.. Custa-me a dormir, sei lá coisas, mas tu não, tu.. meu deus tu és perfeita, se eu ao menos pudesse tocar-te como queria.

Wish Away.

Dor, é. Nada mais neste momento, dor, apenas isso. Sinto alegria simplesmente por sentir, faz-me sentir vivo, mas não acordado e era assim que eu desejava estar neste momento: acordado. Sinto-me sonolento e sem forças mas dormi bem por isso não percebo. Telefono a alguém anónimo, vou às paginas amarelas escolho um número ao calhas e converso durante horas com alguém que não conheço e provavelmente nunca vou conhecer. Fantástico saber que existes. Começo por ti então: acabas-te depressa, pensei que durasses mais. Como pudeste? Ah.. já nem comento, desisto, desisto de ti, de todos menos de alguns mas prometo, juro-te, nunca vou desistir de mim. Porque sei que posso, porque sei que quero, porque sei, sei que sim, sei que sim e isso basta-me, agora sim, por isso se algum dia me vires bem sorri, se não merecer mais nada que mereça pelo menos um sorriso. Quando estive na merda ninguém sorriu, hoje ninguém sorriu, se amanhã estiver bem ou pelo menos melhor vou sorrir, porque eu não julgo ninguém pelas posses, tal como tu e vocês fazem, tenho tanta pena de só ser gente quando tenho. Odeio-te, mas o vento muda e obriga-me a mudar, amo-te. Amanhã serei diferente, hoje sou feliz e amanhã também. Por quem me tomas apenas porque não tenho? Nunca te julguei pelo que tinhas, Ó MUNDO É CONTIGO! Magoas-me.

So he rifles, so he does.

Quero sentir o mesmo que os deuses. Certos mortais tornaram-se deuses num certo momento da sua vida, talvez um dia eu também o consiga. Talvez um dia, enquanto cá estou eu seja um bocadinho de ti. Não percebo e tenho medo, vejo-te todas as noites, dormes e sonhas e todos os dias acordas liberta e viva, ardente e transparente. Que bela imagem que tu me dás. Só te quero por um bocado, de ti não quero nada só te quero a ti por um bocado, ama-me, amem-me, mostrem-me amor por favor, mostrem-me amor.

2 comentários:

Cátia disse...

Não sei o que te dizer, não percebo pelo que passas. Gostaria muito de te puder ajudar, mas não posso. Não posso fazer nd.
Se precisares, e quando precisares, estarei sempre aqui*

Joana Canas disse...

"Porque sei que posso, porque sei que quero, porque sei, sei que sim, sei que sim e isso basta-me, agora sim, por isso se algum dia me vires bem sorri, se não merecer mais nada que mereça pelo menos um sorriso."

adorei o texto, em especial essa frase.