terça-feira

Grand Theft Auto IV

YYYYYYYYYYYYEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEAAAAAEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!

domingo

É Voar

É voar por alí, por entre as muralhas de prata que sinto vontade de criar
É escrever palavras de cristal numa folha de seda que me sinto livre para amar
É crescer no campo azul a ouvir as vacas a cantar
É crescer no campo azul a ver as galinhas a voar
É viver na cidade do mar a saborear a ameijoa do ar
É a beber a lama do rio que sinto vontade de acreditar.

Só conseguimos ver o verdadeiro amarelo quando o fígado está a funcionar
Só conseguimos achar piada a um sofá, quando o ritmo cardíaco decresce e sentimos a pressão sanguínea a aumentar

É por alí, naquele beco escuro iluminado pela falta de fé e pouca esperança dos que vivem sem tecto que sinto vontade de me aventurar, partir na busca. Buscar harmonia, buscar crença, buscar paixão, buscar-te, a ti, mas quem?

Quem és tu que procuro que não me deixa seguir em frente? Quem és tu que procuro que não me deixa ver, que não me deixa crer, que não me deixa, que simplesmente não me deixa. Quero-te, desejo-te, anseio-te, mas não te encontro. Talvez me custe tanto em encontrar-te por não saber quem és, talvez por isso.

Mas guardarei sempre para mim a esperança de um dia, ao acaso num sitio normal, encontrar-te por entre um mar de árvores amarelas, molhadas pela chuva que caíu na noite passada por tanto eu ter chorado, guardarei sempre para mim a esperança de um dia nunca mais olhar para trás. Nesse dia seguirei em frente, nesse dia sei que te encontrei.

sábado

Cavaco de Abril


O Presidente da República, Cavaco Silva, mostrou-se hoje "impressionado" com a ignorância de muitos jovens sobre o 25 de Abril e o seu significado e denunciou uma "notória insatisfação" dos portugueses com o funcionamento da democracia.

No seu discurso na sessão comemorativa do 25 de Abril, no Parlamento, Cavaco Silva divulgou extractos de um estudo que mandou realizar sobre o alheamento da juventude face à política, e atribuiu parte da responsabilidade aos partidos políticos.

O Presidente considerou "não ser justo" para aqueles que se bateram pela liberdade, tantas vezes arriscando a própria vida, que a geração responsável por manter viva a memória de Abril persista em esquecer que a revolução foi um projecto de futuro.

"Os mais novos, sobretudo, quando interrogados sobre o que sucedeu em 25 de Abril de 1974 produzem afirmações que surpreendem pela ignorância de quem foram os principais protagonistas, pelo total alheamento relativamente ao que era viver num regime autoritário", declarou o Chefe de Estado perante o hemiciclo.

Cavaco Silva recordou que, quando o 25 de Abril ocorreu, uma parcela substancial da população não tinha ainda nascido e lamentou que quem viveu a revolução tenha a tendência para não se lembrar disso, julgando que essa data, fixada no tempo, possui uma perenidade eterna.

"Um regime político não pode esquecer as suas origens", disse, acrescentando "não ser saudável que a nossa democracia despreze o seu código genético e as promessas que nele estiveram inscritas".

Para Cavaco Silva, "num certo sentido, o 25 de Abril continua por realizar".

O Presidente destacou que "ainda há um longo caminho a percorrer" naquilo que o 25 de Abril continha em termos de ambição de uma sociedade mais justa, no que exigia de maior empenhamento cívico dos cidadãos, e naquilo que implicava de uma nova atitude da classe política.

Após recordar que já em 2006 procurou suscitar a reflexão sobre o sentido a dar a esta efeméride, e que ele próprio reflectiu sobre que sentido faz hoje evocar o 25 de Abril, o Presidente disse que, como sempre defendeu que os agentes políticos devem prestar contas do que fazem, apresentou-se no parlamento para dizer aos Portugueses que "continua convencido" de que a juventude é o horizonte de qualquer comemoração do 25 de Abril verdadeiramente digna desse nome".

Cavaco Silva disse ainda que o 25 de Abril "não é monopólio de uma geração nem de uma força política" e sublinhou ter encontrado, de Norte a Sul do país, sinais promissores, embora reconheça que não se tem conseguido mobilizar os jovens para um envolvimento mais activo e participante na vida política.

O Chefe de Estado fez eco da "notória a insatisfação dos Portugueses com o funcionamento da democracia, assim como a existência de atitudes favoráveis a reformas profundas na sociedade portuguesa".

Cavaco Silva disse aos deputados e convidados da sessão solene do 25 de Abril ser seu propósito promover em breve um encontro com representantes de organizações de juventude, tendo por objectivo colher a sua opinião sobre o distanciamento dos jovens em relação à política e sobre as medidas que possam contribuir para minorar ou inverter esta situação.

"Em vez de nos interrogarmos tanto sobre o que o futuro nos trará, seria melhor que nos concentrássemos sobre o que poderemos trazer ao presente", afirmou.

Para Cavaco Silva, "o futuro começa agora" e será o que dele fizermos hoje, nas nossas vidas profissionais e pessoais, nos nossos comportamentos cívicos, nas nossas atitudes perante os outros.

"Ao invés de imaginar o dia de amanhã, em lugar de procurarmos sinais nas estrelas de um futuro incerto, construamos hoje mesmo o que queremos para um Portugal melhor", afirmou, declarando que é esse o espírito com que exerce as funções em que foi investido.

"Sou Presidente da República porque não me resignei", afirmou, sublinhando que não se resigna, acima de tudo, porque acredita em Portugal e nos seus cidadãos.

Cavaco Silva concluiu o discurso comemorativo do 25 de Abril renovando o seu apelo aos portugueses, sobretudo aos jovens, para não se resignarem, porque só assim "serão dignos" da memória do 25 de Abril.


texto retirado literalmente do jornal Publico online!

sexta-feira

25 de Abril - Um dia diferente

Queria escrever sobre o dia de hoje, mas a verdade é que hoje qualquer jornal, revista, rádio, televisão ou blog vão escrever ou falar sobre ele, por isso decidi fazer um pequeno video.

segunda-feira

Uma imagem vale por mil palavras


Eu não sei quem foi o génio que criou esta obra de arte, gostava de poder dar-te os créditos, mas a verdade é que deram-me o link da mesma durante uma conversa do MSN. Seja como for a minha primeira reacção assim que li o que lá está escrito foi: "AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA" .


Os xungas, os pseudo-frustrados-que-se-julgam-gangsters-porque-vivem-num-bairro-social-que-tem-quatro-minimercados-dia-e-8-pitbulls-por-metro-quadrado, os nojentos que se acham maus porque se vestem como os gangsters dos filmes de baixo-custo norte-americanos (nem se dão ao trabalho de copiar decentemente) merecem muito mais imagens destas na net. Eles merecem ver a sua triste e pobre imagem denegrida em todos os aspectos, porque eles denegridem a imagem de Portugal.


São a mais pura essência do que é ser um "poser", são gozados por tudo e por todos, mas mesmo assim acham-se maus, duros, cruéis, e impiedosos, quando na verdade são estúpidos, broncos, incultos, e a maioria desempregados.




O mais triste quando se diz que uma imagem vale por mil palavras é que a maioria de vocês não sabe ler. O tempo que passam a dar porrada aos "stôres" dificulta-vos a aprendizagem, é certo.
Mais estranho ainda são as vossas letras, consideram-se cantores, artistas urbanos que usam o hip-hop como uma escapatória para os problemas que têm em casa, mas a verdade é que muitos de vocês quando chegam a casa têm pais que se preocupam com a vossa educação e com o vosso bem-estar.

O modo de ver de uma pessoa normal quando:
- O Jantar é peixe: delicioso e nutritivo.
- Está a chover: cada vez mais a água é um bem precioso.
- O carro não pega: vou ter que ir de autocarro.
- O café está frio: podia-me dar outro? este está frio.
- O cigarro apaga-se: isqueiro.
- Tem um bolo de laranja à frente: come-se.
- Tem um bolo de limão à frente: adoro!
- Fuma erva: aaaaaaah a natureza..

O modo de ver de um xunga quando:
- O Jantar é peixe: puta da cota, sabe que eu não gosto de peixe, faz de propósito, sou um infeliz.
- Está a chover: dEUS, andas a gozar ca cara dum gajo.. espeto-te a navalha!
- O carro não pega: car-jacking.
- O Café está frio: dEUS, andas a gozar ca cara dum gajo.. espeto-te a navalha!
- O cigarro apaga-se: duas pedras.
- Tem um bolo de laranja à frente: só gosto de bolos de limão.
- Tem um bolo de limão à frente: só gosto de bolos de laranja.
- Fuma erva: garanto-te que isto é da coca-cola.

Deixem-se de desculpas, sejam alguém. Já começa a ser triste.

quarta-feira

Cagões

Somos mais inteligentes que os espertos, por alguma razão nascemos com um fio de carne do umbigo à progenitora (a meu ver é uma espécie de indirecta do tipo: amo a minha mãe, mas só o demonstro quando estou bêbado) mas teimamos em armamo-nos em estúpidos.
Espreguiço-me porque estou cansado, inclino o corpo para a esquerda, levanto levemente o rabo, cago-me como um porco, dou um bafo no cigarro, olho para a garrafa de água com fogo nos olhos e digo-lhe: "Já é a terceira vez hoje". Isto em menos de 4 segundos, sou recordista nacional nesse aspecto (estou seguro disso), aliás, é das poucas coisas que tenho a certeza que sou bom: culpar objectos pelos peidos que dou.

Mas o que é certo, é que só os dou porque ninguém os compra. Se houvesse quem os comprasse, talvez hoje os Portugueses não estivessem na merda. Assumam, somos cagões. Pelo menos alguns são, outros simplesmente bufam-se. Bufos. Não gosto dos bufos, mas odeio especialmente os cagões. Admito que "odiar" seja uma palavra um tanto forte, mas a verdade é que o meu sentimento por eles é bastante equivalente.

Cagões são aqueles putos cujos pais têm uma estabilidade económica suficientemente maior que a maioria de nós, que se podem dar ao luxo de passarem o liceu inteiro a fumar e a beber álcool como se o amanhã só chegasse daquí a 20 anos. Esses que ignoram o futuro porque possivelmente nunca ouviram falar dele, esses que em cada verão têm uma namorada descartável cada uma mais bonita que a outra, esses que aproveitam as ofertas do presente, aliciantes e entusiasmantes.

Esses que sem se preocuparem são os primeiros a terem a carta e o carro, esses que sem se preocuparem (e claro sem saberem como) são os que acabam sempre o curso à rasquinha, mas que no final têm sempre uma oferta de trabalho fixo, com um ordenado considerávelmente óptimo e com capacidade para crescerem dentro da empresa e subirem de posto numa questão de meses. Esses fazem-me lembrar o Richie Rich, mas muito, muito mais estúpidos.

Depois há os bufos, esses. Há esses..

Esses aindam conseguem ser mais estúpidos, porque querem ser tudo o que os outros são, e terem tudo o que os outros têem, sem considerarem a hipótese que talvez, os seus pais não consigam suportar certos luxos do mimado em questão. Está tudo dito, (...) fuckers!

Eu não suporto esse tipo de pessoas. Começam a fumar aos 11 anos e só aprendem a travar aos 13 anos (é um bom sinal demorarem apenas dois anos a aprenderem a travar, talvez não sejam assim tão estúpidos), começam a beber aos 12 (não podem perder muito tempo porque a vida é curta), roubam o carro ao papá pela primeira vez aos 15 anos (porquê tão tarde? bem porque eles necessitam de tempo, já sabem travar, agora não queiram abusar da sorte..), e têm relações sexuais pela primeira aos 14 anos! Prematuramente para a sociedade, para eles muito tarde, ou não tivesse ela tido o período na noite em que ele fez 12.

De facto eles não perdem a virgindade aos 14, mas como na altura ainda têm a pilinha (caralho) mole e sem pêlos púbicos (pintelhos), confundem a seda molhada, com a sensação de tocarem numa vagina (cona), e como não dura tanto como estão habituados a ver (ou estavam) no canal 18, não conseguem realmente descobrir a sensação de penetrar o interior quente e húmido de uma vagina (cona). Até que numa noite chuvosa de Inverno na casa da prima aos 19 anos gritam: "AAAAH! Então é isto..". Claro que para todos os efeitos, perderam a virgindade aos 14, mas a prima apercebe-se que não após 5 minutos.

Moral da "estória", os cagões são prematuros em todos os aspectos, menos na estupidez, essa perdura até à cova. Dos 11 aos 14 anos, começam a fumar e a beber, dizem que já fodem, fumam e tomam drogas, dos 11 aos 14 anos aceleram o processo de aprendizagem que devia demorar pelo menos até aos 20. A verdade é que ninguém (em que idade seja) devia sequer começar a fumar.

São a meu ver, vegetais que se movem, influenciados pelo que é ditado pelas empresas que apenas os usam como meros peers para gastarem o dinheiro dos seus queridos papás a comprarem tudo o que é demais desnecessário. Mas para eles, na sua consciência narcisista pseudo-consumista meramente obstinada a ser escravidazada pelas leis da ditadura comercial e capitalista, são nada mais do que: jovens que não gostam da ministra da educação (óptima desculpa para fazer greves e faltar às aulas), e que se acham no direito de evocarem o seu direito de manifestação e protesto enquanto cidadãos para se fazerem ouvir, quando na verdade nem falar sabem.

Não conseguem ter a sua própria opinião, a forma como se vestem varia de ano para ano, e a melhor maneira que têm para expressar a sua personalidade é meterem músicas dos seus artistas preferidos (ou pelo menos aqueles que artistas que num certo mês do ano lançaram um single que fez sucesso) no perfil do hi5.



São irresponsáveis, brutos, e broncos, são eles o futuro de Portugal.

segunda-feira

Surplus - The will to consume terrorises you

Este documentário foi-me recomendado pelo meu melhor amigo. Fala sobre a vontade que temos em consumir muitas vezes sem saber porquê. Fala sobre a ignorância de muita gente ao não se aperceber que está a ser manipulada pela necessidade do consumismo. Fala acima de tudo, da nossa perda de liberdade perante a sociedade em que vivemos hoje.

"Temos a liberdade para escolher entra a marca A e B. Basicamente é essa a liberdade que temos."

Mais informaçoes sobre o documentário no site IMDB

Os Xizes



Uma coisa que sempre adorei nos desenhos animados são os xizes. Os xizes podem demonstrar o nível de álcool de um garrafa. Se uma garrafa tiver só um X, é na bôínha, se tiver mais do que quatro xizes é morte certa. Os xizes também mostram o estado da pessoa ou do animal, ou do unicórnio laranja às bolas cor-de-rosa.
Se em vez de olhos tiver dois xizes tá morto ou cansado. O X pode indicar onde está o tesouro, o alvo a abater ou pura e simplesmente um typo. Eu sei que isto não faz qualquer tipo de sentido, a verdade é que nenhum dos meus últimos textos fazem qualquer tipo de sentido. Mas se pensarmos um bocadinho, o que é que faz sentido hoje em dia?

O Governo chinês recusa-se a dialogar com o Tibete, os Estados Unidos recusam-se a assumir que o petróleo iraquiano é iraquiano. O Continente Africano, após anos e anos e anos e anos e anos e anos e anos de campanhas contra a fome, contra a miséria, por parte do resto do mundo continua na merda.
Eu acho meio estranho muito sinceramente que após tantos anos a enviar-se dinheiro para África, não se tenha ainda visto qualquer tipo de resultados práticos. Em Portugal já não se vê pessoas pelas ruas vê-se medo. É meio estranho dizer-se que se vê medo, mas a verdade é que é só isso que se vê.

Em Portugal entram todos os dias mais de mil brasileiros ilegais (estou a ser simpático). Seja por terra, mar ou ar. Desses mil brasileiros ilegais, no mínimo.. 1000, quando receberem o ordenado (baixo e insustentável para qualquer português), digamos que seja de 400 euros, esses 400 euros não vão ficar por cá. Desses 400 euros, 200 vão directamente para o Brasil. 50 euros vão ser para ajudar a pagar a renda da casa de 3 assoalhadas dividida por 10 pessoas, 100 euros vão ser para comprar comida, e os restantes 50 vão para o tabaquinho, mas como o tabaco em Portugal já está tão caro, mais vale enviar 250 euros para o Brasil. Portanto de 400 euros, que saíram do bolso do patrão Português, mais de metade vai para o Brasil, ou seja, com cada brasileiro ilegal, Portugal tem um prejuízo de 250 euros.
Se formos novamente simpáticos, e dissermos que em Portugal só existem 10 mil brasileiros ilegais, Portugal perde por mês 2.500.000 euros (dois milhões e quinhentos mil euros), ora por ano Portugal perde 30.000.000 euros (trinta milhões de euros).
Quanto será que entra todos os anos no Brasil, se o dinheiro for proveniente do mundo inteiro e não apenas de Portugal?
Há quem diga "Ah e não sei quê, e os imigrantes ilegais que enviam dinheiro do Brasil para o resto do mundo?" Quem é que vai imigrar ilegalmente para o Brasil?

Eu não tenho nada contra brasileiros, tenho contra o estado Português que deixa que isto aconteça. E a verdade é que eu sou a favor daqueles têm a necessidade de sair do seu país na busca de uma vida melhor, e a verdade é que se Portugal hoje em dia está no poço em que está, o Brasil está muito pior que nós, à muito mais tempo.
E por muito que nos custe a admitir, a linha entra a pobreza e a riqueza em Portugal, está cada vez mais ténue. Quem a pisa atreve-se a cair, infelizmente o povo está com pés de barro e o governo com pés de lã.
Se contarmos com os russos, ucranianos, chineses, brasileiros, que estão actualmente ilegais em Portugal tenho quase a certeza que andamos a perder muito dinheiro.
Quer queira-se quer não, hoje o dinheiro é o pior flagelo da humanidade. Se se vende droga é porque dá dinheiro, se a prostituição existe é porque é uma forma rápida de ganhar dinheiro, se se rouba é por causa do dinheiro. O dinheiro corrói e destrói, o dinheiro corrompe, mas a verdade é que o dinheiro também ajuda (e muito) e já não podemos viver sem ele, temos apenas que aprender a não ficar demasiado dependentes dele, embora seja dificil basta não seguirmos uma vida materialista.
Se conseguirmos dominar o impulso consumista que todos os dias nos é imposto à força 24 horas por dia, seja no jornal na rádio ou na televisão, de certeza que ao fim do mês conseguimos respirar melhor.

"Sentarmo-nos e meditar durante horas, comer quando o nosso corpo nos pede e viver numa simples cabana, que luxo!"

- Urabe Kenko, Tsurezuregusa
(tirado do livro: A Arte da Simplicidade - de Dominique Loreau)


Actualmente as coisas só têm sentido pelo dinheiro. Tudo o que hoje nos torna a vida mais cómoda e facilitada foi pensado para dar lucro a quem ou aqueles que a inventaram. Hoje e cada vez mais, as empresas procuram pessoas com ideias novas.
Procuram soluções mais práticas que as da concorrência, mais atractivas e fáceis para gerar mais dinheiro, tanto que hoje em dia para se limpar o chão pede-se como requisito o 9º ano de escolaridade. O meu bisavô nem à escola foi e era engenheiro naval, e não me lembro de nenhum barco que se tenha afundado entre a Tróia e Setúbal.
Exige-se muito hoje em dia, compreendo que seja necessário, não queria que o meu bisavô me arrancasse um dente, mas custa-me a aceitar que ele hoje em dia nem para varrer o chão servisse.

Quero acreditar que já foi tudo diferente da realidade que agora estou a viver, mas a verdade é que este é o único mundo que conheço e este é o único mundo que me sinto à vontade para criticar.

sábado

AHAHAHAHAHAHAHA

Costumo todos os dias ir ver os cartoos do jornal OJogo, normalmente todos eles conseguem fazer-me sorrir, mas este em particular fez-me rir.



FCPorto - Tricampeão Nacional 2007/2008





Engraçado, ainda não tinha feito alusão ao facto de o Futebol Clube do Porto ser, TRIcampeão nacional.

quinta-feira

cranco no osso da orelha

no outro dia tive uma ideia GENIAL para um texto, que acabei por me esquecer, eventualmente por uma casualidade qualquer. Eu sei, acredito, e partilho da vossa dor. É muito difícil para vós, meus caros visitantes fiéis, virem cá todos os dias, de 5 em 5 minutos à procura de um texto novo e fresquinho, e às vezes, só quase de semana em semana é que ele aparece. Pois bem, caralho, chega! No outro dia li, que um gajo dono de um blog (TechCrunch.com) morreu de ataque cardíaco, e a causa (diz-se), foi nada mais nada menos, por ele passar demasiado tempo stressado para postar no blog textos fresquinhos fresquinhos sobre tecnologia. E eu, como levo uma vida extremamente sedentária, o único desporto físico que faço é levantar o braço para coçar os colhões, devo dizer que estou a ficar preocupado, e a culpa de eu estar tão gordo é vossa! E daí vou-vos processar e exigir uma indemnização! Estou a brincar, ahahah, não sou norte-americano. E para ser sincero não estou gordo.. estou em baixo de forma, só. Ok? Chega de especulações sobre o meu estado fisico, no dia em que precisar de ajuda para ir cagar, aí talvez admita que estou a começar a engordar.

"E AGORA VENHAM AS PORCAS, QUE A BANHA JÁ EU TENHO!"
- Desconhecido

qualquer coisa sem qualquer tipo de nexo

Hoje vi um sorriso numa janela. Achei engraçado no meio de tanta chuva e céu acinzentado, no meio de um prédio ter conseguido ver alguém a sorrir sozinha. Não percebi do que sorria, nem porque é que sorria, limitei-me a observar ainda que por breves segundos porque o autocarro estava a andar. Mas foi uma daquelas coisas que raramente acontecem, em poucos segundos consegui captar toda uma imagem recheada de pormenores. Ela tinha o cabelo castanho liso e comprido, tinha os lábios ligeiramente pintados de rosa, olhos verdes, estava a usar uma camisola de mangas compridas com riscas brancas, e sorria. Sorria como se tivesse medo de não conseguir voltar a sorrir, sorria com paixão, sorria com emoção, sorria com vontade e com prazer. Os cortinados eram amarelos com bolinhas brancas, as janelas eram de madeira, no paira pente tinha dois vasos grandes, um com rosas brancas, o outro com rosas amarelas (talvez para condizer com os cortinados), e parecia que os únicos raios de sol que conseguiram encontrar caminho por entre o aglomerado de nuvens, estavam a bater sobre ela e a sua janela. Ela sorria porque estava sozinha.

sábado

Adepto do Benfica


Este senhor é um dos muitos adeptos do Benfica. Mas o que o destingue dos outros, não é apenas a sua enorme barriga mas sim a promessa que este senhor fez, desde que o seu filho mais velho (João, 28 anos) nasceu.

Este senhor! Jurou a si mesmo! QUE, no dia em que o seu filho mais velho nasceu, sempre que o Benfica ganhasse o campeonato, comia uma vaca.









ps: já comeu 8 vacas (1980/81, 1982/83, 1983/84, 1986/87, 1988/89, 1990/91, 1993/94, 2004/05 )

sexta-feira

Que giro pá,

Sou portista, toda a gente o sabe. E quando me perguntam o porquê de ser Portista, eu invoco a minha veia benfiquista (leia-se, de historiador) e da ponta da língua sai-me sempre o mesmo.

Desde que sou vivo que o FC Porto já ganhou:

- 13 Campeonatos Nacionais (1987/88, 1989/90, 1991/92, 1992/93, 1994/95, 1995/96, 1996/97, 1997/98, 1998/99, 2002/03, 2003/04, 2005/06, 2006/07)

- 8 Taças de Portugal (1987/88, 1990/91, 1993/94, 1997/98, 1999/00, 2000/01, 2002/03, 2005/06)

- 11 Supertaças de Portugal (1989/90, 1990/91, 1992/93, 1993/94, 1995/96, 1997/98, 1998/99, 2000/01, 2002/03, 2003/04, 2005/06)

- 1 Taça UEFA (2003)

- 1 Liga dos Campeões (2004)

- 1 Mundial de Clubes (2004)


Desde que sou vivo, o FC Porto já ganhou 35 títulos oficiais. Tenho por isso 35 boas razões para ser Portista, mas não sou Portista só pelos títulos, se escolhesse o meu clube só e apenas pelos títulos, então seria benfiquista.

Ser Portista é ansear por cada jogo, ser Portista é vibrar a cada minuto de jogo, ser Portista é acreditar até ao fim, eu podia muito bem fazer uma lista enorme sobre o que é ser Portista, mas a verdade é que,

Ser Portista é indescritível.

quarta-feira

O primeiro de abril

Post claro.

Queria ver ali a coisinha de Abril já com um post, vá-se lá saber. Eu pessoalmente adoro este mês, particularmente do dia 25. Foi o dia em que Portugal inteiro se uniu verdadeiramente para se insurgir contra a ditadura.

Mais tarde vou escrever sobre isso, agora apetece-me simplesmente escrever escrever escrever escrever escrever escrever escrever escrever escrever escrever escrever, por esta altura já são os dedos que mandam, eu já nem estou a fazer nada, simplesmente admiro a palavra que vai voltar a aparecer. Escrever, escrever escrever escrever escrever, escrever e escrever.

Pronto já está, ah, uh, mais aliviado.