segunda-feira

Cata.. erm.. Cataclsissimo.. hmm.. Autoclismo?

Sou calão, admito. Sou daquele tipo de pessoas preguiçosas, admito. Fumo tabaco de enrolar, e desde que comecei a fumar tabaco de enrolar fumo menos, porquê? Porque tenho que o enrolar.
Se pudesse, ficava parado o resto da minha vida à espera que o comando da televisão viesse até mim, mas depois de 5 minutos a olhar fixamente apercebo-me que ele não vem, e lá tenho eu que esticar a mão, até aqui tudo bem, a parte difícil vem depois, escolher em que botão carregar.

O que mais me irrita particularmente, e isto é para mim particularmente irritante, são as pessoas que se repentem, ódio! Ora, o meu psicógolo imaginário diz-me para eu não dar muita importância ao caso, ele chega mesmo a dizer que quando alguém lhe pergunta as horas, ele responde sempre de maneira a poder repetir-se: duas e um quatros, desculpe, duas e um quarto. Pessoa estranha o meu psicólogo.

No outro dia vi um anuncio em que um especialista em comida (para mim é um cozinheiro, mas o gajo dizia que era nutricionista), dizia que somos o reflexo do que comemos, que aquilo que comemos durante o dia, reflecte-se no nosso corpo. Fiquei perplexo, e perguntei a mim mesmo se ele tinha chegado lá sozinho. A verdade é que não, ele não chegou mesmo lá sozinho, foi preciso uma equipa de nutricionistas para chegarem a essa conclusão. Isto tudo levou-me a pensar que existem demasiadas pessoas a executar certas e determinadas funções (e a ganhar dinheiro enquanto as executam óbvio), para nos dizerem em tom heróico que chegaram a uma conclusão !! YAY !

O que é que isto significa? Significa que existem pessoas que o seu único propósito é pensar por nós. O que é que isto significa? Que o único músculo que temos que devia ficar gordo e não magro, refiro-me ao cérebro, está constantemente a ser atingido com conclusões tiradas por outras pessoas, e nós comemos essas conclusões, e isso significa que não pensamos por nós próprios para chegar às mesmas. Estou-me a fazer entender? Se já nem nos damos ao trabalho de trabalhar o nosso cérebro, seja a ler, a escrever, a tentar perceber o que não entendemos, como será o futuro?

Será que os pais nunca mais vão ter um acto deste: PUTO DUM CABRÃO, CAGA PARA DENTRO DA SANITA E NÃO PARA FORA!!!!! *sigh*

Não, dentro de uns anos, quando um puto cagão de 3 anos for cagar à sanita, vai ter à sua frente um ecrã plasma com instruções para cagar para dentro da sanita. E quando esse puto cagão sair da casa de banho, vai pegar no seu blackberry e vai enviar uma msg à mãe a perguntar se já tem o biberon feito. E quando esse puto cagão fôr brincar para a rua, vai brincar para um pátio esterilzado cujos brinquedos em vez de serem bonecos de acção do Dragon Ball, vai ser o novo Apple Air, porque nessa altura já a microsoft se extinguiu.
A pior parte é que quando esse puto cagão fôr para a sala ver televisão, o mais certo é ir ver os teletubbies, que são pura e simplesmente os desenhos animados mais retardados que podem existir. Não estimulam em nada a mente do puto cagão.

Não te tornes num puto cagão, aprende a pensar por ti mesmo. Não deixes que te manipulem, nunca deixes que não te permitam ter a tua própria opinião. Não tenhas medo das tuas próprias ideias por mais estúpidas que te possam parecer. Nunca te conformes com os ideiais dos outros.




- Penso, logo existo.
René Descartes

quarta-feira

South Park

Esta é capaz de ser (muito provavelmente) a noticia do ano para todos os fãs do South Park. Parece que os criadores da série, Trey Parker e Matt Stone, fizeram um acordo com a distribuidora Viacom, no qual vão oferecer todos os episódios das 12 temporadas da série!!

A justificação dada pelos criadores foi pura e simplesmente esta: «Estávamos fartos de ter que fazer download ilegal dos nossos próprios conteúdos e por isso decidimos criar uma alternativa legal para todos»


Os episódios vão sendo colocados online gradualmente, e cada um deles vai ficar disponível para download durante 30 dias, apenas.


SACA SACA SACA, Legalmente.

http://www.comedycentral.com/

(fonte: www.exameinformatica.clix.pt)

Tokio Hotel Monsun Prologue

terça-feira

Saudade

Sinto a tua falta como sempre senti. Nao é caso para dizer que sinto mais a tua falta numas alturas do que noutras, porque na verdade sinto sempre a tua falta. Seja nos momentos maus em que penso que adorava estar contigo para sentir o teu apoio, seja nos momentos bons, em que adorava estar contigo para podermos rir os dois.
Tornaste-te uma parte de mim, alguém indispensável que me traz paz e paixão. Isto pode vir a parecer um bocadinho pindérico, mas a verdade é que muitas vezes apeteceu-me perguntar-te se não te doeu quando caiste lá de cima. És para mim um ser quase perfeito, embora ninguém o possa ser, porque todos temos falhas (mesmo Deus teve as suas), quando estou contigo a única coisa que consigo ver a minha frente, é a pessoa mais doce, querida, simpática, honesta, ternurenta, linda.
Morro de saudades tuas, e garanto-te que não sentia tanto a tua falta se não pensasse em ti todos os dias. Desculpa.
Tenho um medo terrível de não conseguir corresponder aquilo que esperas de mim, porque tu sempre superaste aquilo que eu esperei seja de quem for. No final, antes de me ir deitar, levo sempre para os meus sonhos, o pensamento de que sou a pessoa mais sortuda do mundo por te ter como amiga.

Amo-te,

domingo

Aquela coisa que dita o que nao cumpre



O governo português é pura e simplesmente a coisinha mais ridícula que existe. Portugal esta a viver uma crise. Uma taxa de desemprego enorme, crimes a torto e a direito, a economia não cresce, o povo anda a passar fome e a roubar para comer, e cada vez mais se nota a diferença entre o rico e o pobre.

Mas para mostrar servico, para mostrar que o governo portugues é um governo exigente, coerente, experiente, eficaz e eficiente, lançou recentemente para a praca publica dois novos rebocadinhos para o povo se entreter. Refiro-me as novas leis sobre os caes dito perigosos, e os piercings!

As raças ou cruzamentos considerados potencialmente perigosos são: o cão de fila brasileiro, o dogue argentino, o Pit Bull Terrier, o rottweiller, o staffordshire terrier americano, o staffordshire bul terrier e o tosa inu. Todos estes animais vao ser considerados, assim que o despacho for assinado, perigosos para a sociedade.

Eu pessoalmente tenho um Pit Bull Terrier, eu pessoalmente já tive um staffordshire terrier, eu pessoalmente adoro caes, e sei que um cao é a imagem do seu dono. Um dono faz do cao, aquilo que o cao é, se um cao ataca uma pessoa o seu dono tem que ser responsabilizado na totalidade pelos actos do seu animal, da mesma maneira que um pai é o responsável pelo seu filho menor.
No caso do filho menor, o povo diz "é um bandido o menino, mas tem bom coracao" - no caso do animal o povo diz "é um cao assassino, mata!" .

A policia nao tem qualquer tipo de controlo por estes animais, porque nao existe uma base de dados sobre os mesmos. A policia nao sabe o numero exacto de caes considerados perigosos que existem actualmente em portugal. A maioria destes caes nascem aos molhos em varandas de bairros sociais e sao vendidos a 25 euros. A cultura que existe em portugal sobre estes animais é minima. Qualquer um pode criar pitbulls, basta ter uma varanda.
Se o governo realmente quisesse fazer a diferenca, criava licencas para criadores, certificava-se de que o criador tinha as condicoes necessarias parar criar os caes, e um conhecimento sobre a raca, ai sim, dava-lhe a licenca de criador.
Se estes caes nao fossem vendidos ao desbarato, e criados por qualquer gato-pingado que lá porque tem um honda civic xuning e mora num dos bairros maus da cidade, entao nem todas as pessoas teriam acesso a estes animais, mas sim aquelas, e apenas aquelas que realmente têm posses para ter um pitbull, ou outro animal assassino e impiedoso.

Os piercings, considero uma nojice do governo. Criar uma lei que estabeleça uma idade a partir da qual se pode ou não fazer piercings acho justo, agora, considerar infracção a lei ter um piercing na língua, não tem qualquer tipo de cabimento visto que vivemos num pais onde a idade mínima para consumir bebidas alcoólicas sao os 16 anos, quando os rins só terminam o seu desenvolvimento aos 21 anos de idade. Sao 5 anos a destruir algo que ainda não está totalmente constituido.

O governo parece-se cada vez como uma espécie de magazine (saudades dos gatos), dá ao povo algo que falar para nos distrair do essencial, para passarmos o tempo a discutir futilidades. Enquanto o crime aumenta, o desemprego aumenta, a fome aumenta, os salários diminuem, e os preços sobem.

Agora pergunto-me: Para quando a proibição de reprodução dos políticos e deputados portugueses? A nossa querida ministra da educação, teria sido um preservativo bem usado.


* Imagem retirada do blog: www.wehavekaosinthegarden.blogspot.com

sexta-feira

Kurt Cobain


“I'd rather be hated for who I am, than loved for who I am not.”

not in the same way

you fetch the sugared donut
you gave it to me, said it was a gift
I replied and told you that I was vegetarian
you said I was stupid, because donuts donut have meat
I said "I know, but they have plastic"

I'm not a roll model, never was my intention
but music inspires me
music inspires everyone, despite the amount of drugs
or alcohol
nevertheless, you are stupid

in your massive amount of stupidity per neuron
you, in times of affliction, have the ability to always know what to say
like that time when your father lose his finger and you said: don't worry, you still have nineteen

all in all, the only smart thing you ever did in your entire life was, not reading the bible
you are already stupid enough to have more bullshit in your head

thank God .

//

so yes, we do live in a world of misery
diseases, people starving, country's without water, country's that have turned into rivers
and yet, we praise Him

we praise Him for his goodness of giving us dogs, sheep's, lungs, fingers, eyes
we praise Him when a child is born
we praise Him when a person dies, and ask Him to take care of the lost one
so following the logic, God only takes care of us, when we die

I'm pretty sure that when a child is born, its because of something that come out of daddy's balls
or.. NO WAY!
HELLO BROTHER!
you are not communist are you? because, despite being my brother and all, we in the states.. you know.. we say we dont have nothing against you people, but its, well, not quite true.. Hey, its a democracy right?

//

freedom of speech , free stupidity .

quarta-feira

Imagens - Parte 178

Es daquele tipo de pessoas que faz coisas que os outros também fazem mas nunca te deste conta porque não sabias que os outros também as faziam? Nao? Ok, de qualquer das maneiras vou disponibilizar algumas imagens parvas e sem qualquer tipo de nexo ou significado para o MSN.





quarta-feira

obrigado leitores, caros amigos, colegas, filhos da puta, e compatriotas!

Caros poucos ou nenhuns leitores do meu blog

Obrigado pelo vosso apoio ou pela falta dele.
Obrigado pelos vossos comentários ou pela excessiva nulidade deles.

Quero desde já, porque como anfitrião sinto que é meu dever, pedir-vos desculpa se por alguma eventualidade do acaso leram algum texto escrito pela minha pessoa que não gostaram ou que associaram à minha pessoa, ou que por maldade do destino pura e simplesmente acharam que não estava de acordo com os vossos padrões de qualidade ao nível da C.E.E.

Por tudo isto e por muito mais, peço-vos um pouco menos do que um minuto da vossa extremamente larga hora. para vós, caros, caras, coroas e cabecinhas, digo-vos desde já, que ler faz bem. escrever faz ainda melhor, mas se por ironia do vosso triste destino algum dia escreverem algo, façam-no decentemente, não sigam o meu exemplo.












Peço desculpa aos poucos leitores que estão acidentalmente a ler este texto porque vieram parar ao blog ao acaso e começaram a ler e pensaram: fixe, é preferível ler isto do que aturar os meus 7 filhos, 5 dos quais bêbados e os outros 4 drogados, mas tenho mesmo que ir à casa de banho..










Voltei !












Onde é que eu ia?












Ah sim,















Olá.

bate o pé maria

nunca me ouviste ou, pelo menos para comigo, sempre te fizeste de surda. achava estranho, mas habituei-me, sinceramente, que remédio tinha eu? eras tu quem eu amava, eras tu quem eu mimava, afinal foram essas tuas mamas que amamentaram o nosso filho.

longos anos de paixão e de loucura juvenil quando os dois juntos somávamos 87 anos de idade. o tempo contigo ora não passava ora não se dava por passar, fomos os dois aquilo que muito pouca gente o é, mais! fomos o que pouco gente ousou ser, fomos nós, desprovidos de vários conceitos sociais, fomos.

daqui não passo, daqui não posso passar, daqui tenho medo de passar, mas a verdade é que passou.
os poucos anos que passámos juntos, tornaram-se eternos. eternos porque foram intensos, avassaladores e cruéis. tenho a certeza que existem certas coisas que passam simplesmente porque fazem parte do passado, não te lembras delas até ao dia em que alguém te diz : "lembras-te daquilo?" - algo assim permanece e marca, algo assim afecta e mata.

a verdade é que tive sempre medo, medo de que não estivesse preparado para o que pudesse vir a acontecer, medo de ficar sem forças para te apoiar quando de mim precisavas.
sempre que ia ao hospital ter contigo, antes de entrar no teu quarto, quebrava o meu jejum de ateísmo e pedia a Deus (hipocrisia, eu sei) que te ajudasse. Durante meses Ele não me ouviu, foi então que Lhe pedi que te matasse.

era insuportável ver-te naquele estado, inconsciente mas com cara de sofrimento, via-se que estavas a sofrer sem dizeres uma palavra. ver-te naquela cama, com aquele pijama rosa com ursinhos castanhos, irónico. pois foi esse mesmo pijama que estavas a usar quando o nosso menino nasceu. usaste-o para dar à luz uma nova vida, e agora estavas a usá-lo na hora da tua morte.

tu sabias o que esperar a cada copo que bebias, por mais que te custasse a admitir, eram literalmente garrafas que ingerias. durante anos disseste que ias parar, durante anos disseste que estavas melhor, durante tamanha carrada de anos o teu fígado piorou. depois do funeral da tua mãe, desapareceste. o teu corpo não aguentou as 3.05 gramas por 100 mililitros de sangue.

quatro meses depois do coma o teu corpo cedeu. foi estranho no teu funeral ver tantas lágrimas, quando tu sabes tão bem quanto teu, muitos dos teus familiares ainda choravam pela tua mãe. senti-me - e desculpa-me por dizer isto porque vai parecer um clichê post mortem - contente. contente porque o teu sofrimento acabou, contente porque talvez agora, estejas num sitio melhor. quem estivesse presente no enterro havia de achar estranho ver tantos girassóis, mas tu fizeste-me prometer que quando morresses, querias centenas de girassóis no teu funeral.

no meio da tua família sempre foste a ovelha-negra. porque nunca seguíste as regras que eles te tentaram impor, porque te tornaste numa mulher com ideias firmes e uma personalidade inegavelmente forte, isso assustava-os, porque viam em ti, tudo aquilo que nunca conseguíram ser. serezinhos hipócritas. para mim, sempre foste uma ovelha-arco-íris.

oito anos depois da tua morte. o nosso menino casou-se. no dia do casamento, ele disse-me algo que foi talvez a coisa mais linda e triste que me lembro de ter ouvido:

"pai, hoje sou o homem mais feliz do mundo. vou-me casar com a mulher que amo. tenho um óptimo emprego, melhor do que alguma vez desejei, e sinto-me confiante de que tenho capacidades para fazer feliz a minha mulher. mas se pudesse, trocava toda esta felicidade para poder passar um dia com a mãe."

doze anos depois da tua morte, estou prestes a ir ter contigo. disseste-me várias vezes para parar de fumar. afinal, não eras a única que se fazia de surda. sempre que acendia um cigarro desculpava-me dizendo que só o fazia porque me acalmava. egoísta, estava-me a matar a cada bafo, sem pensar que íamos deixar o nosso filho órfão, egoísta.

morro com a felicidade de ter visto o nosso neto, morro com a infelicidade de nunca teres visto o nosso neto. morro com medo de morrer. morro feliz porque sei que vivi.

Cultura Geral - Parte 3