sexta-feira

Isto é genial!



O que até pouco tempo atrás só aparecia em filmes de ficção científica acaba de chegar ao mercado. A Polymer Vision, uma subsidiária da Philips, anunciou que já está disponível, em escala industrial, o primeiro ecrã flexível e de rolo produzido. Esta nova tecnologia poderá criar uma nova geração de dispositivos de comunicação e de imagem, permitindo desta forma que os ecrãs que existem actualmente possam ser miniaturizados em hardware, aumentando o tamanho do ecrã em si. Os ecrãs flexíveis são do tipo matriz-activo, construídos com componentes electrónicos poliméricos, componentes estes que controlam a “tinta electrónica” que forma as imagens, tudo montado sobre uma fina folha de plástico transparente, a que se chama substrato. Outra vantagem é a possibilidade dos ecrãs serem enrolados quando não estão em uso, o que significa que se poderá ter um ecrã integrado num objecto do dia-a-dia, como uma caneta, por exemplo. A disponibilidade dessas telas deverá estimular o lançamento de novos produtos, como livros, revistas e jornais eletrônicos, além de novos serviços oferecidos por concessionárias de telefonia celular de terceira geração Esta tecnologia surge no âmbito daquilo que se chama electrónica orgânica, onde os transístores orgânicos assumem o papel principal, permitino desta forma o lançamento de vários produtos como livros, revistas, jornais electrónicos e até aos próprios portáteis e desktops.


Fonte, texto e imagem: http://www.tugatronica.com/

Sem comentários: