terça-feira

caminhas

caminhas sem saberes por onde vais.
das por ti no ponto de partida.
voltaste da mesma maneira que partiste.
chegaste.
a igualdade permaneceu a mesma.
os sentimentos mantiveram-se iguais.
adormeceste certas ideias.
reviveste certos momentos.
aprendeste.
viveste.

apercebeste-te de que talvez não queiras voltar de onde vieste, ganhaste novas ideias, ganhaste novos vícios, criaste novos amigos. encontras-te um pouco mais de ti mesmo. aprendeste que ainda tens muito para dar, e muito mais para ganhar, abriste os olhos a novos caminhos, e encontras-te coragem para os explorar. finalmente tás a sentir que consigas vir a atingir os teus objectivos. queres ser alguém, e não "outro". viste pelos teus próprios olhos, que consegues integrar-te com mais facilidade do que suponhas. ganhaste outra vontade de viver, acima de tudo ganhaste vontade de viver por ti mesmo. sentiste o sabor da liberdade. sentiste o sabor da amargura como tantas vezes, mas desta vez soubeste geri-la de uma outra maneira. expulsaste alguns demónios pessoais, sem ter medo de o fazer. foste em frente, foste em frente por ti mesmo, sem ajuda, mas acima de tudo, foste em frente por ti. fundamentalmente conseguiste ganhar coragem de seguir, sem medo, com algumas agústias, mas sem medo. aceitaste que afinal uma mudança tão repentina e tão radical não tenha sido o melhor para ti. aceitaste, porque apercebeste-te do que poderás vir a ganhar e do que poderias perder. não vives pelo dinheiro, vives pela paixão. pela paixão de viver. pela paixão de ser. pela paixão de poderes simplesmente pensar. fundamentalmente pela paixão de poderes existir. conseguiste. não te apaixonas em 10 segundos. gostas da sensação. sentes mais liberdade para poder viver, sem o medo de te apaixonares, e viveres a pensar em outra pessoa. sentes-te a cada dia, uma pessoa melhor. com menos medos, menos demónios. com mais força de vontade, e com mais esperança. sentes que queres viver. sentes. e esperas sentir muito mais.

porém o receio aparece.
tens medo de perder oportunidades num outro lugar, onde tantas oportunidades te foram prometidas.
mas sentes-te bem em casa.
tens um único medo.
o medo, de que mais tarde, não haja compreensão.
compreensão, não pela atitude que tomaste.
mas compreensão, pela atitude que queres tomar.
vai ser duro, mas queres tentar.
queres aproveitar, e tentar chegar onde sempre sonhaste.
o teu sonho não vai passar de uma ilusão enquanto estavas de olhos fechados.
vais lutar.


vais VIVER...

Sem comentários: