segunda-feira

Apetece-me escrever..


Sobre o quê não sei, mas epa apetece-me.. não tenho ninguem ao meu lado para falar, mas preciso de desabafar com alguem, pode ser contigo? Ninguem te obriga a ouvires-me, basta leres, e ler não custa, ou custa?
Muito sinceramente não sei o que vais ler daqui para baixo, porque nem eu sei o que vou escrever.

Deves pensar que sou um lamechas não é? Porque estou sempre a queixar-me dos meu 'problemas amorosos', da minha cobardia em relação a isso, da minha falta de capacidades de ir em frente no amor, de me apaixonar quando alguem me dá um pouco mais de liberdade do que é habitual, se é esse o caso porque estás a ler isto?

De certeza que tens os teus problemas, e de certeza que ao saberes dos meus não te vai ajudar em nada.
De certeza que não queres saber dos meus falhanços amorosos, porque a maioria das vezes que escrevo é sobre mim (serei egocêntrico) , poderei ser aclamado de romântico, mas eu prefiro ser chamado de cobarde (lá estou eu a repetir-me), mas é assim que me sinto, e é assim que me vejo, e por mais o diga - embora não mude nada - faz-me sentir bem comigo mesmo, porque estou a admitir algo que ninguem admite. Sou um fraco, um falhado, sou alguem que não tem sorte, ou que simplesmente alguem sem destino.
Fui fruto de um 'erro', não era para tar aqui, supostamente deveria ter sido abortado à 17 anos atrás, mas cá estou eu.
Não estava nos planos de ninguem, nem mesmo de Deus, daí que digo que não tenho destino, porque eu não fui destinado.
Não estou destinado a amar ninguem, nem a ser amado, sou simplesmente mais um peão que por aqui anda, sem alma, pois não tenho destino, a não ser morrer, mas isso está destinado a todos nós.
Mas se estou destinado a morrer, logo tenho algum tipo de destino.
Porque estou a falar do meu destino? Tu não queres saber disto, podia voltar a repetir-me e falar sobre a minha cobardia, mas tanto eu como tu estamos farto desse assunto. Ou não, sinceramente não me vou fartar de dizer que sou cobarde, cobarde, cobarde, cobarde, cobarde, cobarde..

Basicamente sou um aborto cobarde sem destino. Sinto-me orgulhoso!

(desenho: http://andreflaviorocha.blogspot.com/)

3 comentários:

DaMa_SinCera disse...

Olha nino acho k se gostas de uma dama, deves seguir em frente, o amor e para ser valorizado, mas nao magoes uma rapariga se gostas jamais a facas sofrer, o desgosto e a pior koisa e a infidelidade :( mas olha nino desejo boa sorte pa ti tens um blog muito txolas fica **

|ris (: disse...

sabes..t0 aqi..pa td ! ;x *

cristiana vaz disse...

Para quê começar por escrever coisas futeis tais como: és lindo.. gosto dos teus olhos...o amor é mesmo assim...força...se nada irá clarear aquilo k o amor cega?

Escreve..mas sobretudo sente-o até às entranhas..só assim compreenderás a sua verdadeira essência...

Por tudo o que aqui li..as palavras não chegam para te delinear...porque talvez nenhuma delas tenha o verdaeiro significado e valor...apenas quero dizer que tens aquilo que mais admiro numa pessoa...: és transparente!